O custo da nossa displicência na hora de escolher produtos de limpeza

Produtos de limpeza orgânicos

A origem dos alimentos é cada vez mais um fator importante para o consumidor decidir a compra. Este fato é tão concreto que garante o crescimento do mercado de orgânicos em uma média superior a 10% ao ano só no Brasil. No entanto, se produtos como alimentos, bebidas e até maquiagens orgânicas e naturais estão sendo cada vez mais procurados pelos consumidores por razões que vão além da saúde, o mesmo não pode se dizer dos produtos de limpeza, ainda pouco conhecidos do público.

Enquanto os critérios de compra de alguém que opta por uma alface orgânica, por exemplo, incluem o fato de querer se proteger dos venenos, ajudar o meio ambiente e incentivar relações de trabalho mais justas, a compra de um lava-louças vegetal geralmente se restringe a questões como acabar com alergias e riscos de intoxicações.

Esta é uma preocupação realmente relevante e para a qual precisamos ficar atentos. Dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) estimam que 30% dos brasileiros sofrem com algum tipo de alergia. O grupo mais suscetível a ela, ainda conforme o estudo, é o das crianças (20% delas apresentam algum tipo de sensibilidade). Além disso, no país inteiro, o número de pessoas alérgicas cresceu 50% entre 1980 e 2010 e os produtos de limpeza são fundamentais para entender este salto (leia a matéria completa aqui). Porém, este não é o único efeito colateral destes produtos.

Dificilmente paramos para refletir sobre o impacto ambiental de usarmos sabão em pó convencional ou um tira manchas com derivados do petróleo e isto é um erro. Os produtos de limpeza convencionais são, cada vez mais perigosos não somente para nós, mas para o meio ambiente e para quem os produz. Não é à toa que, recentemente a cidade de Pirapora de Bom Jesus entrou em estado de alerta pois o Rio Tietê, que corta ela ao meio, trouxe uma imensa espuma de detergente que teve origem na cidade de São Paulo, onde milhões de litros de detergente são jogados no rio todos os dias (matéria completa aqui).

Pirapora do Bom Jesus- SP- Brasil- 23/06/2015- Imagens feitas ontem (22/06), mostram a grande concentração de espuma no rio Tietê. A formação de espumas, que ocorre frequentemente no Rio Tietê ao longo das cidades de Santana de Parnaíba, Salto e Pirapora do Bom Jesus, está relacionada principalmente a baixa vazão da água, a presença de esgotos domésticos não tratados que dificultam a decomposição de detergentes domésticos. Os moradores da cidade ainda reclamam do mau cheiro que fica mais intenso, conforme a quantidade de espuma aumenta. Foto: Rafael Pacheco

Pirapora do Bom Jesus- SP- Brasil- 23/06/2015- 
Foto: Rafael Pacheco

O sulfato e outros componentes do detergente provocam a eutrofização (aumento de matéria orgânica na superfície), que impede a passagem da luz solar, o que prejudica a fauna e a biodiversidade e diminui o nível de oxigênio no local (leia aqui matéria completa sobre os ingredientes ocultos nos produtos de limpeza). No caso do interior paulista, as autoridades e os veículos de comunicação deram amplo destaque ao cuidado com a saúde dos moradores, já que aquela espuma era tóxica, mas o que podemos dizer da fauna e da flora que dependem do rio? Quantos peixes morreram? Quantas plantas? Ninguém fez este cálculo e continuamos todos os dias lavando nossa louça suja com detergente convencional, limpando o banheiro com multi usos ou desengordurando fogões, como se este problema não fosse nosso, não tivesse origem dentro das nossas casas. A responsabilidade/ culpa é nossa.

Para se ter uma ideia da extensão do problema, uma família usa de 20 a 40 litros de produtos de limpeza por ano. A maioria desses produtos contém substâncias tóxicas, potencialmente cancerígenas ou nefastas para o meio ambiente. Portanto, a responsabilização que temos que ter ao comprar um produto de limpeza precisa ser igual à que temos quando paramos para ler o rótulo de um biscoito para decidirmos se vamos comprá-lo ou não a partir dos seus ingredientes.

Se você passar a ter o mesmo cuidado ao escolher tanto os produtos de alimentação quanto os de limpeza e não comprá-los mais, a demanda por eles vai diminuir, a produção vai cair e a indústria precisará se reinventar e deixar de ser irresponsável conosco e com a natureza. Por isto, cabe a nós buscar produtos confiáveis, alternativos, que preservam o meio ambiente e a saúde. O nosso poder de escolha é a arma mais temida das grandes indústrias e se pararmos para pensar por apenas um instante veremos que ela é mais eficaz e forte do que qualquer política pública. O que o produto com o qual limpamos o nosso banheiro causa ao meio ambiente é nossa responsabilidade. E ela é intransferível.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O custo da nossa displicência na hora de escolher produtos de limpeza

  1. Empresas que descartam produtos gordurosos em horas mortas direto nos rios, não colabora né para esta situação, empresas fabricantes de tripas, de sorvetes, e outras tantas,os mais que o órgão qu.e licencia garante que cumprem as exigências, sabemos que não é bem assim, colocãr toda a culpa no detergente doméstico e fugir da realidade.

    • Com certeza, Dora, esta é uma questão muito maior e, com certeza, os grande problema está na indústria. Neste post, porém, defendemos o nosso poder de transformar a sociedade a partir das nossas escolhas pessoais. Se todos nós tomarmos a decisão de não usar produtos tóxicos e pressionar as grandes indústrias a abolirem seu uso, faremos mudanças efetivas a partir da base, o que é muito mais fácil do que pensar que as grandes indústrias tomarão consciência sozinhas destas questões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s